solisblogluna, o blog da solisluna

  • Vertigem é a emoção que mais vibra em Clareou

    Conversa pra Boi Leão dormir, que traz a invenção já no título e agarra o leitor com a prosa de um homem que arregala os olhos para os sonhos e redesenha a vida com traços de doçura, criatividade, encantamento e desvario. 
  • Uma história bonita que aconteceu durante uma pandemia

    O encontro foi por meio das plantas, um diálogo entre duas pessoas das culturas afro e indígena e os seus saberes. Aconteceu no final da década de ...
  • O Papel da Ilustração conversa entre os artistas gráficos e professores Rico Lins e Daniel Bueno

    Qual o papel da ilustração editorial? Este foi o tema central da conversa entre Rico Lins e Daniel Bueno com mediação de Kin Guerra da Solisluna.
  • Um design para Verger

    Sãótimas as recordações da época em que convivi com Pierre Verger durante as edições de arte que realizei de vários de seus livros. A primeira lembrança de um trabalho por mim realizado com a obra fotográfica de Pierre Verger foi o design de um cartaz para uma exposição dele em Salvador em 1976.
  • Buscar indícios, construir sentidos propõe reflexões sobre leitura, arte, educação e infância

    "Quem lê se desnaturaliza de alguma forma, dá o salto, desacredita do automático, sente perplexidades, curiosidade, intriga, depois olha, procura...
  • Resenha do livro Não Somos Anjinhos

    O título forte e em tom de protesto já avisa os leitores que as ideias do livro vem para mexer com nossas percepções. Mas quem será o coletivo a que a palavra “somos” se refere?
  • Conheça A Mulher da Guarda, uma bela história feita de realidade e de poesia.

    A mulher da guarda de Sara Bertrand, ilustrado por Alejandra Acosta, publicado no Brasil pela Solisluna Editora e o Selo Emília é um livro misterioso, inquietante, único e surpreendente. De uma beleza enigmática, com oito páginas duplas de ilustrações que marcam o início e o final do livro. No meio, cerca de 70 páginas narram uma história feita de realidade e de poesia.
  • O olhar terno de Iêda Marques sobre a cultura e o povo da Chapada Diamantina

    A fotógrafa baiana Iêda Marques pertence àquela rara qualidade de gente dotada de tal sensibilidade que consegue compor poesias com as lentes de sua câmera. E o resultado dos seus versos tecidos em imagens pode ser conferido no primeiro trabalho solo da artista, o livro Iêda Marques – Lembranceiras, imaginário e realidade (Solisluna Editora).

  • Viva Saveiro: Patrimônio Naval da Bahia

    A extraordinária importância que os saveiros tiveram na história do Brasil e especialmente da Bahia, como meio de transporte de alimentos, pessoas, materiais de construção, animais e todo o tipo de mercadorias, é o principal enfoque deste livro que objetiva também conscientizar os leitores em geral, especialmente os poderes públicos, sobre a necessidade de se preservar esta embarcação que se encontra, hoje, no limiar da extinção.
  • Resenha do livro Xing Ling - Made in China

    “Xing Ling Made in China (Solisluna, 2013), romance de Victor Mascarenhas, é uma comédia de ficção científica regional.Sim, os adjetivos são muitos...
  • Garrafas ao Mar

    Enquanto músicos e atores apresentam seu trabalho nos palcos pela vida afora, vendo seu público, suas reações e interagindo com eles, os escritores trabalham sozinhos em casa, batalham para conseguir publicar e depois o livro vai para as livrarias, como uma mensagem na garrafa lançada ao oceano por um náufrago desesperado em busca de um retorno de alguém.

  • Coleção “Lendas Africanas dos Orixás”

    As lendas, escritas de forma fluida e leve, podem ser lidas e apreciadas tanto por adultos que se interessem pela cultura africana, quanto por crianças que gostam de contos de fadas. Sem dúvida, quem aprecia artes plásticas e pintura em aquarela também vai se deliciar com o trabalho sublime de Edsoleda Santos.