Iêda Marques

Nascida na cidade de Boninal na Bahia, é fotógrafa, e trabalha também em projetos ligados à educação, cultura popular, meio ambiente, articulação e mobilização comunitária com ênfase na agricultura familiar. Seu objetivo de vida e realização profissional, é documentar e revelar a riqueza cultural de regiões como a Chapada Diamantina e o Oeste baiano, mais conhecidas pela beleza natural, que se encontram nos biomas caatinga e cerrado. Durante os anos de 2004 e 2005, Iêda foi diretora do Parque Nacional da Chapada Diamantina. Participou de várias publicações e exposições na Bahia, no Brasil e no exterior. Tem fotos nos acervos do Museu de Arte de São Paulo, no Museu da Casa Brasileira e na Coleção Pirelli. Em 1998, ganhou o Prêmio Marc Ferrez de fotografia, Funarte/Minc. Pela Solisluna Editora, publicou o livro “Iêda Marques: lembranceiras, imaginário e realidade”