solisblogluna, o blog da solisluna

Feira do Livro de Frankfurt discute acesso aos livros digitais

feira do livro de frankfurt livro digital

"O tema mais atual do mercado editorial é garantir o acesso aos bens espirituais", disse Juergen Boss, diretor da Feira do Livro de Frankfurt, durante a coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira (8/10). Boss destacou a importância do editor como agente político e cultural -  e a ausência dessa figura em grande parte das publicações digitais capitaneadas pelos três gigantes do mercado digital (Amazon, Apple e Google). Entre outros temas, este ano a feira traz a preocupação geral em encontrar formas de driblar o controle desses três grandes gigantes sobre os novos hábitos de consumo. Não se trata exatamente de...

Saiba mais →


Revolta baiana made in China

imprensa resenha

Revolta baiana made in China

As citações a Antonio Risério, em crítica do antropólogo à obrigação do soteropolitano ser feliz os 365 dias do ano e à carta de demissão do governador-geral e fundador de Salvador, Tomé de Souza, que, de forma comovente, implorou a D. João III para dispensá-lo do pesado cargo, sinalizam o que o leitor irá encontrar nas breves 80 páginas de Xing Ling – Made in China, primeiro romance do escritor e roteirista Victor Mascarenhas, lançamento da Solisluna Editora.

Saiba mais →


Painel apresenta literatura baiana contemporânea em Frankfurt

autores brasileiros editores brasileiros feira do livro de frankfurt literatura brasileira

Milena Britto, coordenadora de literatura da Fundação Cultural do Estado (Funceb), apresentou um painel da literatura contemporânea feita na Bahia na Feira do Livro de Frankfurt, no sábado (12) no Hall 5.1, na sala E79, a "Escola do Livro". O painel antecedeu o lançamento da antologia de 18 autores organizada pela Funceb, com textos traduzidos para inglês, espanhol e alemão para levar a arte baiana para o exterior. Com a presença dos autores João Filho e Állex Leila, que também contribuíram como panorama e possuem trechos de obras no livro, o evento teve a presença de agentes literários, editores estrangeiros...

Saiba mais →


bonito e sonoro como um pururu gruom

bicho doido criança infantil que bicho doido! resenha

bonito e sonoro como um pururu gruom

Alguns livros nos fazem rir – qualidade capaz de levar o leitor a virar e revirar páginas pra frente e pra trás, buscando repetir a experiência de ter encontrado inesperadamente um bocado de alegria. E, às vezes, rio, sei, tenho certeza: o riso desperta do próprio medo, quando, num repente... o medo passa! E essa qualidade para lidar com o riso tem o livro-brinquedo Que bicho doido!, de Enéas Guerra (Solisluna, 2012), para crianças pequenas, bem pequenas, que têm medo de bichos de orelhas pontudas, bicos, focinhos, bigodes, olhos fixos que emergem do território dos sonhos e assombros, entre os antigos mitos e os tutus que papam gente.
 

Saiba mais →