Fernando da Rocha Peres

Baiano, natural de Salvador, Fernando é poeta e historiador e desde 1957 atua na área cultural, quando participou das Jogralescas (poesia teatralizada), fundou a revista Mapa, a Yemanjá Filmes e a Macunaíma (editora). Exerceu os cargos públicos de Diretor do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), para a Bahia e Sergipe; Diretor-Presidente da Fundação Cultural do Estado da Bahia; Pró-Reitor de Extensão da Universidade Federal da Bahia (UFBA); Diretor do Centro de Estudos Baianos da UFBA. Docente, durante quarenta anos, no Departamento de História da mesma Universidade, em 1987 foi eleito membro da Academia de letras da Bahia. Em 2008, recebe o título de Professor Emérito da Universidade Federal da Bahia, e, em 2013, a Ordem do Mérito do Patriarca São Bento. Tem muitos livros publicados na condição de poeta e historiador, dentre os quais o livro de poesias “Bula Pro Nobis” publicado pela Solisluna Editora.