Uma retratista escrevinhadora na feira de livros mais antiga do mundo

11 de Dezembro de 2013, 18:22

Fiz parte do coletivo de autores baianos, que também são nordestinos, brasileiros, sul americanos...  O momento era das editoras. De todas as partes do mundo se apresentavam com a força do misterioso poder que tem o livro. Fiquei à disposição da editora, naquele momento ela era o foco, sua existência me possibilitou estar ali. Foram encantadores os momentos no estande da Solisluna Editora, na Rua J do Pavilhão do Brasil, país homenageado na Feira do Livro de Frankfurt 2013. 

Texto e fotografias de Iêda Marques

"Iêda Marques: lembranceiras, imaginário e realidade"  http://issuu.com/solislunadesigneditora/docs/iedamarques 

[caption id="" align="alignnone" width="1080.0"]Encontro com pessoas de diversas geografias e culturas Encontro com pessoas de diversas geografias e culturas[/caption] [caption id="" align="alignnone" width="1080.0"]Palavras também são imagens. Palavras também são imagens.[/caption] [caption id="" align="alignnone" width="1080.0"]Imagens são palavras não ditas? Imagens são palavras não ditas?[/caption] [caption id="" align="alignnone" width="1080.0"]Quantas palavras tem uma imagem? Quantas palavras tem uma imagem?[/caption] [caption id="" align="alignnone" width="1080.0"]Quantas imagens tem uma palavra? Quantas imagens tem uma palavra?[/caption] [caption id="" align="alignnone" width="720.0"]Palavras e imagens avançam pele a dentro, onde há um depósito de palavras não ditas e imagens não feitas. Agradeço ao povo do lugar, foram surpreendentes os dias em Frankfurt, Alemanha. Uma luz linda! Palavras e imagens avançam pele a dentro, onde há um depósito de palavras não ditas e imagens não feitas. Agradeço ao povo do lugar, foram surpreendentes os dias em Frankfurt, Alemanha. Uma luz linda![/caption]